Jornal Mundo Espírita

Julho de 2019 Número 1620 Ano 87

Biblioteca da FEP – uma década de realidade

março/2014 - Por Vera Lúcia Carrano de Oliveira

Há dez anos, precisamente em 28 de fevereiro de 2004, foi inaugurada a Biblioteca da Federação Espírita do Paraná.  Instalada no prédio da Sede Histórica da FEP, veio compor, junto aos painéis e quadros que contam a rica história da Federação, ao longo de seus cento e onze anos de existência, um rico acervo sobre o Espiritismo, nos mais diversos tipos de materiais: Apostilas, Obras em Braille, Livros para Adultos, Livros Infantis, Obras Raras, Periódicos, Recortes de Periódicos, e CD’s/DVD’s com palestras, mensagens e programas espíritas, dos mais diversos oradores.  Tudo disponível ao público em geral, espírita e não espírita, pesquisadores e estudantes, para consulta local.

O espaço destinado à Biblioteca foi cuidadosamente montado e estruturado, tornando os ambientes confortáveis e modernos, de forma a não descaracterizar a arquitetura histórica do prédio. Móveis antigos foram restaurados e móveis novos foram projetados, criando especial harmonia entre o antigo e o moderno, o que é constantemente destacado e elogiado pelos usuários locais, e também das mais diversas partes do Brasil, quando nos visitam, ao virem participar dos diversos eventos da FEP, ou quando se encontram em turismo pela cidade de Curitiba.

Ao longo do ano de 2004, foram inaugurados mais dois importantes ambientes, completando assim, toda a sua estrutura: em 29 de maio, a Biblioteca Infantil – um espaço instrutivo, colorido e encantador, servindo muitas vezes de palco para contação de histórias e atividades infantis e, em 27 de novembro, a Videoteca – com espaço para grupos e com cabines individuais, onde os usuários têm a oportunidade de assistir e ouvir multimídias pertencentes ao acervo.

Importante enfatizar que a Biblioteca da FEP é registrada no Conselho Regional de Biblioteconomia do Paraná, contendo todo o acervo organizado rigorosamente dentro das regras da Biblioteconomia, sendo tudo 100% informatizado, com programa de cadastro e busca específica para Bibliotecas, e com profissional especializado na área, responsável por toda a organização do acervo.

No Setor de Obras Raras, é possível encontrar obras riquíssimas em seu conteúdo original, além daquelas que não são mais publicadas atualmente.  Importante destacar, referente a esse Setor da Biblioteca, que todas as obras passaram por minucioso trabalho de higienização e restauração, com mão-de-obra de profissionais restauradores especializados nesse tipo de material.  O Setor é destinado a pesquisadores e historiadores, que se utilizam de luvas para manuseio das obras, atendendo à conservação do valioso acervo.

No ano de 2008, em abril, um estudante de História, da Universidade de Hamburgo, na Alemanha, veio especialmente ao Brasil, para consultar a Revue Spirite 1870 e 1871, para produzir sua monografia de conclusão de curso.  Essa visita mereceu destaque no Jornal Mundo Espírita, número 1487, de junho daquele ano.

Nesses dez anos de existência, foram várias as visitas ilustres recebidas, como do orador Divaldo Pereira Franco; de José Raul Teixeira, de Niterói-RJ; Altivo Ferreira, de Santos-SP; da oradora Sandra Borba Pereira, de Natal-RN; de Haroldo Dutra Dias, de Belo Horizonte-MG, dentre tantos outros.

A criação da Biblioteca da FEP teve como objetivo primordial a organização do acervo da Instituição, para fins de preservação de sua memória, sendo idealizada nas festividades de comemoração do Centenário da FEP, em 2002.

Da idealização em 2002, até a inauguração e abertura em 2004, o trabalho foi desenvolvido, em primeiro plano, com a organização do acervo que seria destinado ao público e, na sequência, após estar em pleno funcionamento, o acervo interno da FEP: Fotografias diversas, Cartazes de eventos, Volantes: Mensagens e Informativos, e Documentos Históricos.  Hoje, com tudo organizado, ao chegar novas aquisições e lembranças de momento, a preocupação principal é de se manter tudo dentro do padrão inicial, e com o extremo cuidado de armazenamento e arquivamento, para que nada se perca.  Dessa forma, no futuro, a história da Instituição Federação Espírita do Paraná, poderá ser facilmente sabida e contada por outros que, com certeza, virão.

Com tudo isso, só nos cabe comemorar e cumprimentar a visão de futuro dos dirigentes da FEP que idealizaram esse projeto, aos que lhe conferiram realidade e aos que, reconhecendo o grande valor, o vem mantendo.

Biblioteca da FEP – uma década de realidade, um objetivo cumprido.

Alameda Cabral, ao lado do número 300, Centro.

Segunda à sexta, das 8h às 18h.

Assine a versão impressa
Leia também