Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

As atividades de evangelização e o protagonismo juvenil

julho/2019

Os esforços pela Qualificação e Expansão das atividades de Evangelização Infantojuvenil são uma constante, desde muito tempo, no Movimento Espírita Brasileiro. Completando 42 anos, a Campanha Permanente de Evangelização, desenvolvida pela Federação Espírita Brasileira, se mantém constante e suas ações reverberam por todos os Estados.

Censo Numérico 2019

A Federação Espírita do Paraná – FEP, nesse sentido, através do seu Departamento de Orientação à Infância e Juventude – DIJ, acompanha de perto o desenvolvimento da Evangelização no Estado, atualizando, a cada dois anos, o Censo Numérico.

Dentro dessa proposta, nos meses de março a maio, as Uniões Regionais Espíritas – UREs trabalharam arduamente na coleta de dados, permitindo um diagnóstico muito importante, da atual situação das atividades de Evangelização em todo o Paraná. Esses dados permitem verificar o reflexo do trabalho realizado nos últimos anos, assim como, a partir de uma análise detalhada, ensejam reflexões sobre possíveis ações a serem desenvolvidas, buscando um resultado cada vez mais eficaz para a expansão e qualidade das atividades.

Alguns números interessantes obtidos com o censo:

  • de um total de 326 Casas Espíritas no Paraná, 175 possuem Evangelização (54%):

  • das 175 Casas Espíritas, 79% possuem atividades com Infância e Juventude; 17% somente Infância e 4% somente Juventude:

  • houve um avanço de 48% das Casas com Evangelização em 2015 para 54% em 2019;
  • hoje temos maior número de crianças e jovens na Evangelização: 4.473 crianças e 1.495 jovens, num total de 5.968 evangelizandos;
  • e para desenvolver esse trabalho: 1.293 evangelizadores.

O trabalho com as famílias também teve grande impulso nos últimos anos, hoje com 1.199 participantes e 122 coordenadores.

E o trabalho vem rendendo bons frutos…

Um bom indicativo do resultado do fortalecimento das ações de Evangelização, em especial da Juventude, se reflete na Caravana Lins de Vasconcellos, integrada por 27 jovens atuantes no Movimento Espírita do Paraná, com idades entre 18 e 25 anos, que com 4 coordenadores e 3 membros do DIJ/FEP, representarão o Paraná na Confraternização Brasileira de Juventudes Espíritas – CONBRAJE Nacional, no período de 20 a 23 de junho, em Brasília.

Nos dias 25 e 26 de maio esses jovens estiveram no Recanto Lins de Vasconcellos, em Balsa Nova, em evento preparatório para a CONBRAJE:

  • no sábado pela manhã, tiveram participação ativa na reunião do DIJ/FEP com os diretores de DIJ das URE’s, acompanhando os assuntos tratados, analisando o Censo Numérico, auxiliando na reflexão e sugestões sobre possíveis ações que possibilitem incrementar as atividades de Evangelização no Paraná;
  • no período da tarde, estiveram na reunião trimestral do Conselho Federativo Estadual, realizada no mesmo local, podendo compreender, na prática, como se dá a organização e o funcionamento da Federativa, conhecer os membros do Conselho e a dinâmica de trabalho estabelecida em todo o Paraná;
  • no final da tarde, foi o momento de um bate-papo estimulante, com o jovial José Virgílio Góes, representante vivo de grande parte da História do Movimento Espírita paranaense e nacional;
  • após o jantar, reuniram-se com os coordenadores da Caravana e DIJ/FEP para alinhar os detalhes sobre a viagem que os levará ao encontro de outros jovens espíritas de todo o Brasil, tudo embalado por muita música e alegria.
  • A maioria dos jovens pernoitou no Recanto e, na manhã de domingo, partiram em caravana para realizar a Visita Guiada na Sede Histórica da FEP, aprofundando conhecimentos sobre as raízes e desenvolvimento, ao longo dos anos, do Movimento Espírita do Estado.
  • Para finalizar o intenso final de semana, todos se reuniram para o almoço, com muita alegria e descontração, na casa da diretora do DIJ/FEP, Elisabeth Bianco Machado.

Muito mais que um encontro preparatório para a CONBRAJE NACIONAL, foi esse um momento especial na vida desses promissores jovens e para o Movimento Espírita do Paraná como um todo. Momento em que eles adentraram as portas da Federativa, se integraram com as lideranças estaduais da Área de Infância e Juventude, ampliaram o entendimento sobre a dinâmica de funcionamento do Movimento Estadual organizado e, em especial, estreitaram laços de amor e amizade entre si e com os demais trabalhadores.

Para o Movimento Espírita Estadual, um momento de reforçar a certeza de que está assegurada, em excelentes mãos, a continuidade de construção de um futuro luminar para o Espiritismo na Terra das araucárias, na Pátria do Evangelho.

Assine a versão impressa
Leia também