Jornal Mundo Espírita

Julho de 2019 Número 1620 Ano 87

Anúncios da nova era

Termelétrica que produz energia com lixo

fevereiro/2017

Diariamente, cerca de oito mil toneladas de resíduos urbanos e industriais são levados até a Central de Tratamento e Valorização Ambiental, na cidade de Caieiras, em São Paulo.

É a partir de todo esse lixo que a Termoverde Caieiras, maior termelétrica movida a biogás de aterro sanitário do Brasil, produz energia.

A usina tem quinze mil metros quadrados e potência instalada de 29,5 megawatts, suficientes para abastecer uma cidade de duzentos mil habitantes. O empreendimento começou a ser construído em 2014, com um investimento de mais de cem milhões de reais do Grupo Solví. Em julho de 2016, recebeu a autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL para começar a operar.

Com a termelétrica, evita-se que o metano – um dos gases do efeito estufa – seja liberado na atmosfera. Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais- ABRELPE, o Brasil tem potencial de gerar 1,3 GW de energia elétrica a partir dos resíduos sólidos urbanos. Esse total é equivalente a um fornecimento adicional de 932 mil MWh/mês, o suficiente para abastecer seis milhões de residências.

Fonte: The Greenest Post, em 20.12.2016.

Para o mundo novo que tanto desejamos, é preciso reformular atitudes. Cuidar do nosso planeta, encontrar soluções para problemas que se arrastam há séculos, se faz imperioso.

Recebemos, assim, com renovada esperança, notícias como essa, com o aproveitamento ambientalmente correto do poder calorífico existente no biogás gerado no aterro; a redução de emissão de metano, mitigando os efeitos do aquecimento global, além de aumento da receita do município, em função dos impostos que serão recolhidos pela comercialização dos produtos, sem esquecermos da geração de empregos diretos e indiretos.

Caminhamos para a Nova Era, conscientes de que há que se zelar pela viabilidade da vida neste planeta, se o desejamos como nossa morada para o agora e para nossos retornos, pela via bendita da reencarnação, bem assim para aqueles que aqui aportarão, vindos de distantes galáxias, de outras dimensões, as novas gerações do amanhã de progresso e paz.

Assine a versão impressa
Leia também