Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

Anúncios da nova era

Jovens israelenses doam agasalhos a refugiados sírios: inimigos?

abril/2014

Jovens mostram que estão acima dos senhores da guerra.

Milhares de casacos, cobertores e outros acessórios estão a caminho de refugiados sírios, que vivem o frio do inverno.

A surpresa veio de uma escola multiétnica israelense – Estado considerado inimigo pelo governo.

A escola fica em uma base militar no norte do país, perto da fronteira com a Síria.

O Professor Amal–Shimshon disse que sua colega Hana Perlmutter ouviu a notícia no rádio sobre o projeto Calor Humano.

Começou ali um esforço para coletar e doar agasalhos e roupas de cama para as mulheres e crianças, refugiadas da guerra civil síria.

Foram criados centros de arrecadação em quatorze cidades israelenses.

Como a filha de Hana é uma das sobreviventes do Holocausto, ela sentiu que a escola deveria apoiar essa causa, mesmo que a Síria seja um Estado inimigo de Israel.

Centenas de milhares de refugiados foram para o Iraque, Líbano, Jordânia e Turquia, que têm diferentes níveis de relações diplomáticas com Israel.

A guerra na Síria começou em março de 2011 e já desabrigou dois milhões e meio de cidadãos sírios.

O cartaz da foto diz A equipe do Shimshon é voluntária pelo “outro”.

Com informações do ItonSheli.
Tradução Kariane Costa. Postada no www.sonoticiaboa.com.br, em 16.1.2014.

 

Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam, a fim de serdes filhos do vosso Pai que está nos céus e que faz se levante o sol para os bons e para os mais e que choca sobre os justos e os injustos. Mt, V, 44 e 45.

Os jovens israelenses exemplificam o ensino crístico e demonstram que estamos vivendo os dias da Nova Era.

São os sinais da nova geração que se distingue por inteligência e razão geralmente precoces, juntas ao sentimento inato do bem (…)

Nova geração que não se comporá exclusivamente de Espíritos eminentemente superiores, mas dos que, já tendo progredido, se acham predispostos a assimilar todas as ideias progressistas e aptos a secundar o movimento de regeneração. (A gênese, Allan Kardec, cap. XVIII, item 28)

Assine a versão impressa
Leia também