Jornal Mundo Espírita

Julho de 2019 Número 1620 Ano 87
Acerca das palavras Envie para um amigo Imprimir

Alma

dezembro/2018

Allan Kardec registrou especial cuidado metodológico na estrutura da Codificação, preocupando-se com o verdadeiro significado dos vocábulos, a fim de evitar a confusão inerente à variedade de sentidos das mesmas palavras.1

Com respeito à alma, reporta os diversos entendimentos, de acordo com as várias opiniões a respeito. O mal está, escreve ele, em a língua dispor somente de uma palavra para exprimir três ideias.2

E disciplina2 que se poderia evitar a confusão se fosse acrescentado ao vocábulo alma um qualificativo, especificando o ponto de vista de cada um ou a aplicação que se pretende a ela conceder.

Estabelece que se poderia designar, então,  alma vital – indicando o princípio da vida material; alma intelectual – o princípio da inteligência, e a alma espírita – o da nossa individualidade após a morte.

Para o entendimento espírita, conforme o Codificador chamamos ALMA ao ser imaterial e individual que em nós reside e sobrevive ao corpo. É o ser moral, distinto, independente da matéria e que conserva sua individualidade após a morte.

Os Espíritos3 especificaram que a alma é um Espírito encarnado. E insistem, explicando que 4as almas não são senão os Espíritos. Antes de se unir ao corpo, a alma é um dos seres inteligentes que povoam o espaço invisível, os quais temporariamente revestem um invólucro carnal para se purificarem e esclarecerem.

Portanto, o vocábulo alma designa com precisão um Espírito encarnado, enquanto o vocábulo Espírito designa o mesmo ser na condição de desencarnado.

Quanto à sede da alma, ensina a Codificação, não possuir um local determinado,5 porém, nos grandes gênios, em todos os que pensam muito, ela reside mais particularmente na cabeça, ao passo que ocupa principalmente o coração naqueles que muito sentem e cujas ações têm todas por objeto a humanidade.

 

Referências:

  1. KARDEC, Allan. O livro dos Espíritos. 33. ed. Rio de Janeiro: FEB, 1974. Introdução, item I.

2.______. Op. cit. Introdução, item II.

3.______. Op. cit. Da encarnação dos Espíritos. pt. 2, cap. II, perg. 134.

4.______. Op. cit. Da encarnação dos Espíritos. pt. 2, cap. II, perg. 134b.

5.______. Op. cit. Da encarnação dos Espíritos. pt. 2, cap. II, perg. 146.

Assine a versão impressa
Leia também