Jornal Mundo Espírita

Agosto de 2020 Número 1633 Ano 88
Acerca das palavras Envie para um amigo Imprimir

Betsaida

abril/2018

Para os que nos debruçamos sobre os Evangelhos, no intuito de lhes absorver os conteúdos e para os que nos servimos da tribuna espírita para a sua divulgação, de importância se faz descobrirmos o significado de nomes que ali se apresentam. Inclusive a respeito da denominação das cidades.

Betsaida, por exemplo, uma povoação pesqueira a nordeste do mar da Galileia, distante uns quatro quilômetros de Cafarnaum, e situada a trinta metros acima do Vale do Jordão, significa, em hebraico, casa da pesca ou casa da pescaria.

Era uma aldeia de pescadores e, de acordo com o Evangelho de João (1:44), os apóstolos Pedro, André e Filipe eram naturais dessa localidade, que recebeu os direitos de cidade pelo tetrarca Herodes Filipe, chamando-a Júlias, em homenagem à filha do Imperador Augusto.

Foi em Betsaida que trouxeram a Jesus um cego (Mc,8:22-26) para que o curasse. Colocando sobre seus olhos sua saliva e lhe impondo as mãos, em dois momentos seguidos, efetivou-se a cura total.

Segundo Lucas (9:10-17), foi na circunvizinhança de Betsaida que teria acontecido a multiplicação dos cinco pães e dois peixes, alimentando quase cinco mil homens, e sendo, ao final, depois de todos saciados, recolhidos doze cestos de pedaços.

Mateus (11:20-24) e Lucas (10:12-15) citam Betsaida, juntamente com Cafarnaum e Corazim como as cidades impenitentes, sobre as quais Jesus lança três ais, por não se haverem arrependido em virtude dos grandes prodígios ali realizados, dizendo que haveria menos rigor para os habitantes de Sodoma, no Dia do Juízo do que para aquelas comunidades.

Palavras muito adequadas para o momento de transição que vivemos na Terra.

A localização exata de Betsaida tornou-se motivo de muitas pesquisas arqueológicas. As escavações realizadas desde 1987 confirmaram sua identificação como sendo o Tel-Khirbet (The Tel), uma colina de ruínas, localizada sobre um monte de basalto, abrangendo cerca de vinte acres.

 

Referências:

1.A.VAN DEN BORN. Dicionário enciclopédico da Bíblia. Petrópolis: VOZES, 1985. Betsaida.

2.CONCORDÂNCIA bíblica.  Brasília: Sociedade Bíblica do Brasil, 1975. Betsaida.

3.http://www.ultimosacontecimentos.com.br/arqueologia-biblica/betsaida-a-cidade-de-predro.html

Assine a versão impressa
Leia também