Jornal Mundo Espírita

Agosto de 2019 Número 1621 Ano 87

A busca da verdade interior

abril/2008

O ano de 2008 é um marco importante para o Movimento Espírita jovem de nosso estado. A FEP promoveu de 21 a 23 de Março, o X Encontro Confraternativo de Juventudes Espíritas do Paraná.

Este evento bienal que se tornou tradicional, e é muito esperado pela juventude espírita paranaense, teve como tema central a Busca da Verdade Interior, estudo coordenado pela equipe do Departamento de Infância e Juventude. Teve à frente Andrey Cechelero e Adriano Greca, coordenador do Setor de Arte e Conselheiro da Federação respectivamente.

Envolvidos por um clima de alegria e descontração, proporcionado pelas amplas instalações da FETIEP – Federação dos Trabalhadores das Indústrias do Paraná – os jovens foram chegando na manhã de sexta-feira, entusiasmados e animados com a perspectiva de aprender um pouco mais a respeito da Doutrina Espírita, fazer novos amigos e confraternizarem-se.

Com o objetivo de promover um clima de amizade e descontração, a primeira atividade programada para os participantes, foi a integração nos pequenos grupos que, através de dinâmicas variadas, conheceram jovens espíritas de várias cidades diferentes. E estas novas amizades puderam fortalecer seus vínculos, já que este grupo permaneceu trabalhando junto até o final do Encontro.

Após as atividades de abertura, que contou com a presença da diretoria da FEP, Francisco Ferraz Batista, os seus vices Luiz Henrique da Silva e Maria Helena Marcon, a equipe de arte promoveu uma emocionante dinâmica, “O abraço grátis”, convidando a todos a abraçarem-se mais, atividade que se estendeu até o encerramento do Encontro, culminando com um grande abraço coletivo.

Com analogia à Conquista do Everest, pelo brasileiro Waldemar Niecklewicz, o tema de estudos permitiu aos jovens, reflexões a respeito da importância de se eleger objetivos para suas vidas, e como alcançá-los de forma prática através da disciplina e perseverança, e ainda buscar constantemente a reforma íntima como caminho para uma vida tranquila e plena.

Após as manhãs e tardes recheadas de atividades, tanto nos grupos, quanto nas plenárias, e nas noites com: apresentações musicais, talento do minuto, sósias e o grande abraço na oca, os dias foram concluídos com o Evangelho e a “minha conquista hoje foi…”, momento em que todos puderam avaliar e escrever o que lhes foi acrescentado como ensinamento para suas vidas. O resultado disto foram emocionantes depoimentos colocados na Árvore da Conquista, que permaneceu até o final do encontro.

Com certeza o X Encontro de Jovens, “Encontrão”, como é carinhosamente chamado, ficará registrado no coração dos 167 moços vindos de todo Estado, como um encontro de amizades, brincadeiras, mas também de reflexões e estudos que os levarão a conquista do seu Everest.

Assine a versão impressa
Leia também