Jornal Mundo Espírita

Julho de 2019 Número 1620 Ano 87
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

6ª URE

maio/2017

Qualificação do trabalhador da Comunicação Social Espírita 

A Associação Espírita Lins de Vasconcellos, em Jandaia do Sul, abrigou o segundo encontro do Curso, em 2 de abril. Dezoito foram os participantes das Casas Espíritas de Apucarana (Bezerra de Menezes, Grupo Espírita Mensageiros da Paz e Joana D´Arc), Lidianópolis (Associação Espírita Amor e Caridade), Marumbi (Centro Espírita Allan Kardec) e da localidade anfitriã (Associação Espírita Lins de Vasconcellos).

A multiplicação esteve sob a coordenação de Nerci e Sueli Stresser.

Sueli Stresser
Foto: Sueli Stresser

 

Terceiro encontro da família

Organizado pela equipe DIJ/URE, aconteceu no domingo, 9 de abril, na Chácara Recanto do Sossego, em Apucarana, reunindo cento e noventa pais e filhos.

A coordenação das reflexões para os pais esteve com Maria Helena Marcon, que abordou A violência nossa de todos os dias, enfocando o conceito de violência,  o quanto está presente em nossos atos, em nossa maneira de interagir com os demais, seja no trato familiar, pelo desrespeito às particularidades dos seus componentes, seja nas ideias e atitudes equivocadas e preconceituosas em relação àqueles com quem convivemos na sociedade, na qual estamos inseridos. Também da violência geral que permeia nossos dias.

Teceu comentários sobre as omissões que violam a dignidade do ser, sejam a fome, a falta de moradia, a falta de assistência à saúde, o analfabetismo, entre outras.

Destacou a importância do respeito no trato conjugal, entre pais e filhos e o quanto a exemplificação dos pais reflete na formação do caráter dos filhos.

Idêntica temática foi desenvolvida com as crianças, pelos evangelizadores, segundo suas faixas etárias.

As atividades se estenderam, no período da tarde, com a família atuando em conjunto, nas oficinas de teatro, dança, fantoches, preparo de salada de frutas e massinha de modelar.

Domingo de aprendizado, de diversões, momentos onde os pais puderam estar mais próximos de seus filhos. Certamente retornaram aos seus lares exaustos pelas atividades do dia, mas revigorados pelo amor que transparecia em seus olhares, em seus abraços, em seus cuidados com os pequenos.

Ilda da Rocha Carlesse
Foto: Rodrigo Hirata

Assine a versão impressa
Leia também