Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87
Trabalhadores do Bem Envie para um amigo Imprimir

João Urbano de Assis Rocha

João Urbano de Assis Rocha

agosto/2008

Ao lado de Vicente Nascimento, Augusto Correia, Benedicto Vianna, Sebastião Paraná, João Álvaro de Aguiar e Domingos Duarte Velloso, assinou a Ata de Fundação da Federação Espírita do Paraná em 24 de agosto de 1902.

Foi eleito o primeiro presidente, do chamado “período social”, para a diretoria provisória de 31 de agosto de 1902 a 4 de outubro de 1903.

Após 1903, deixando a presidência da FEP, imbuído de verdadeiro idealismo, prosseguiu na militância doutrinária defendendo ardorosamente a causa do Espiritismo.

Contraiu núpcias com a médium Josefina Ferreira Rocha. Ambos dedicaram-se à profícua tarefa de assistência aos necessitados. Josefina Rocha, pelos merecimentos conquistados, mais tarde, daria nome a uma das creches da FEP.

Por seu entranhado amor à Doutrina e pela ação constante no Bem, foi designado “sócio benfeitor” da FEP, numa homenagem especial.

Em 1924, foi eleito membro efetivo do Conselho Central Permanente da FEP.

Nesse mesmo ano, assumiu a direção do Núcleo Central da FEP, responsabilizando-se pela formação do quadro social e pela administração da sede social da Federação.

Em 1926, com avançada idade, aceitou o convite para assumir a 2ª vice-presidência, cargo que deixou ano depois por estar gravemente enfermo.

Para não ocupar um cargo sem produzir, deixou a função de conselheiro em 1928.

Era profundamente respeitado pelos companheiros do Movimento por sua pertinácia na fé e firmeza de caráter.

As datas de seu nascimento e de sua desencarnação são desconhecidas. Supõe-se que nasceu na década de 50 do século XIX, quando a Doutrina Espírita desabrochava para o mundo.

Assine a versão impressa
Leia também