Jornal Mundo Espírita

Setembro de 2019 Número 1622 Ano 87

Trabalhadores do DIJ em ação

fevereiro/2010

 Sandra dos Santos Pereira

1 – Como Diretora do DIJ da URE Leste, qual a sua visão da tarefa de evangelização?

Um compromisso com Jesus.

2 – Em sua opinião, qual seria a tarefa principal de um diretor de DIJ?

Estabelecer vínculos de amizade e afetividade com os trabalhadores, conquistando-os para a tarefa.

3 – Pode o DIJ trabalhar sem o auxílio dos pais?

A parceria com os pais é fundamental.

4 – Como os Cursos/Treinamentos poderão auxiliar os evangelizadores e coordenadores de juventudes?

Auxiliam na formação intelectual e proporcionam atitudes mais positivas em relação ao trabalho de evangelização.

5 – A FEP vem cumprindo a tarefa de dinamizar os DIJs/UREs? Como?

A partir dos encontros, das reuniões, da divulgação e da participação nos eventos do Movimento Espírita, a FEP têm proporcionado a dinamização da tarefa.

6 – Deixe aqui sua mensagem aos evangelizadores e coordenadores de juventudes.

 Podemos encontrar muitos desafios e dificuldades no trabalho de evangelização de crianças e jovens. Entretanto, o enfrentamento desses oferece grandes possibilidades de crescimento intelectual, emocional e moral para todos os envolvidos no trabalho.

O desânimo, a incerteza, a frustração podem surgir. Procuremos nestes momentos buscar a força nas lições de Jesus. “Eis que saiu um semeador a semear…”.

 

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

13ª URE

Aconteceu no CEFAS – Centro Espírita Francisco de Assis, em Foz do Iguaçu, dia 13/12/09, das 9h às 12h, o Encontro de Jovens desta região.

Numa agradável manhã, reuniram-se 32 jovens e mais 11 trabalhadores para reflexões à luz da Doutrina Espírita a respeito de “O Jovem Espírita na Sociedade Contemporânea”.

Assine a versão impressa
Leia também