Jornal Mundo Espírita

Dezembro de 2017 Número 1601 Ano 85
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

2ª URE

Centenário de Sociedade em Ponta Grossa

fevereiro/2012

A Sociedade Espírita Francisco de Assis de Amparo aos Necessitados, de Ponta Grossa (PR), comemorou seu centenário de fundação com palestra de Divaldo Pereira Franco, na sede do Clube Princesa dos Campos, no dia 19 de janeiro, às 20h. Esta Sociedade recentemente editou livro sobre a efeméride: Os Trabalhadores da Primeira Hora.

Informações: sefan@interponta.com.br

Histórico

No dia 20 de janeiro de 1912, quinze espíritas residentes em Ponta Grossa reuniram-se nas dependências de um prédio localizado na Rua Santana nº 27 com o objetivo de fundar um Grupo Espírita que, por sugestão de João de Godoy Vasconcellos adotou o nome de Grupo Espírita Francisco de Assis.

Desde o início houve por parte dos integrantes dessa Casa a preocupação com o estudo da Doutrina Espírita e com a organização de atividades que proporcionassem o conhecimento e a divulgação do Espiritismo.

No dia 15 de fevereiro de 1912 ocorreu a fusão com o Grupo Espírita Allan Kardec, composto por militares que serviam no 5º Regimento de Infantaria e logo a seguir, em março do mesmo ano, foi encaminhado ofício à Federação Espírita do Paraná com o pedido de filiação, ficando decidido que seria adotado provisoriamente o estatuto do Grupo Espírita Allan Kardec.

A primeira sede própria foi inaugurada em dezembro de 1915, em terreno ofertado por Guilherme Naumann.

A partir da década de 40 a SEFAN passou a ocupar seu prédio próprio, construído durante a gestão de Álvaro Holzmann, na Rua Santos Dumont, onde se encontra até os dias atuais.

Ação Social da SEFAN

Foi a partir da década de 30 que os serviços assistenciais desenvolvidos pela SEFAN ampliaram-se, a partir da gestão de Álvaro Holzmann:

Associação Protetora do Recém-Nascido, formada por um grupo de senhoras com a finalidade principal de confeccionar e doar enxovais para recém-nascidos e prestar assistência médica e alimentar tanto à criança quanto à parturiente.

Grupo de Costuras Tia Sílvia: A mesma preocupação em agasalhar os necessitados que move a Associação Protetora do Recém-Nascido fez com que em 2 de janeiro de 1948 a SEFAN criasse um grupo de costura, com o objetivo de agasalhar pessoas carentes de todas as faixas etárias.

Lar Hercília Vasconcellos: A preocupação com a infância desamparada não ficou limitada ao atendimento aos recém-nascidos, e outras ações por parte dos dirigentes da SEFAN buscaram minimizar os problemas referentes à criança desprotegida. Assim foi criada a Casa da Criança em uma residência antiga ao lado do prédio da SEFAN, abrigando meninas cujas famílias não podiam criar, ou aquelas que não tivessem referência familiar.

Albergue Noturno: O objetivo do albergue era ser um abrigo temporário, visando levar um pouco de dignidade a irmãos marginalizados pela sorte.

Posteriormente, o albergue foi transformado em Casa de Apoio Álvaro Holzmann, destinada a acolher e dar apoio a pessoas portadoras de neoplasia que vinham de outras localidades para Ponta Grossa em busca de tratamento quimioterápico e radioterápico contra o câncer.

Em 2001, a sede foi vendida para a Rede Feminina de Combate ao Câncer, deixando de ser um departamento da SEFAN.

Comunhão Espírita Cristã de Assistência Social: O trabalho realizado pela Comunhão era o de prestar assistência aos favelados, fazendo distribuição de sopa semanalmente aos sábados, bem como levando a esses irmãos necessitados medicamentos, gêneros alimentícios, roupa e dando a eles assistência espiritual através de passes e da leitura e explanação do Evangelho.

Lar das Vovozinhas Balbina Branco: Velhinhas buscando abrigo no albergue noturno foi o ponto de partida para que a SEFAN, que já atendia à infância desamparada, voltasse seus olhares para aquelas que já com seus cabelos embranquecidos pelo tempo e trazendo as marcas do sofrimento no corpo físico necessitavam de amparo, amor e abrigo. Assim nasceu o Lar das Vovozinhas Balbina Branco, a partir de ideias acalentadas por Álvaro Holzmann e concretizadas durante a gestão de Vicente Barbur.

Assine a versão impressa
Leia também