Jornal Mundo Espírita

Janeiro de 2020 Número 1626 Ano 87
Notícias das URES Envie para um amigo Imprimir

19ª URE Metropolitana Leste

Desencarnação de Carlos da Silva Mattos

fevereiro/2020 - Por José Veríssimo

Seu exemplo de perseverança, seu jeito de ser, a seriedade com que conduzia a tarefa na Casa Espírita fica como legado.

Começou sua caminhada no Movimento Espírita, nos idos de 1950, quando conheceu um grupo de espíritas que recentemente haviam fundado o então denominado Centro Espírita Beneficente Luz e Verdade.

Nunca mais se afastou dos compromissos espíritas. Em junho daquele ano, por sua boa vontade e dedicação, foi conduzido ao cargo de Diretor do Dispensário Homeopático, junto com outro companheiro.

Foi presidente da Instituição de 1972 a 1994.

Trabalhador incansável, atuou de forma séria e com muito zelo, presente, nesses últimos anos na livraria, na coordenação dos estudos com jovens e no grupo mediúnico.

Advogado de formação, bancário aposentado, autodidata das obras espíritas, demonstrou através do estudo aprofundado da Doutrina Espírita, segurança impecável em suas narrativas e exposições doutrinárias, e seu grande amor pela tarefa espírita.

Tinha sempre uma palavra para consolar ou orientar. Não foram poucos os que o procuravam para obter um esclarecimento, uma visita, um consolo.

Sua atenção aos menos favorecidos era de uma atitude ímpar.

Desencarnou aos 92 anos, em 16 de outubro de 2019.

Os que representamos a família do Centro Espírita Luz e Verdade só podemos dizer: Muito obrigado “Seo Carlos”, pelo seu exemplo, suas orientações e extrema dedicação.

  Foto: Acervo pessoal

Assine a versão impressa
Leia também